Vida em Abundância (Milton Azevedo)


Vida em Abundância

Introdução (0)

- É preciso saber lutar p/ viver uma vida em abundância (vitoriosa)
- Temos que nos proteger diariamente com oração e com uma vida sem brechas, o que exige de nós constante VIGILÂNCIA
Estamos em Guerra (1)
- Satanás quer dizer Adversário
Tipos de Batalha
- 1 soldado com 1 inimigo = Luta
- 1 grupo de soldaos = Batalha
- 1 conjunto de todas batalhas = Guerra
• Nível Solo: luta contra satanás e seus demônios na vida de 1 pessoa
• Batalha Espiritual: Um conjunto de soldados, ou seja, uma ou mais igrejas, unidas, guerreando contra o inimigo num bairro, cidade ou país (pode ser tbm “Nível Solo”, ou um nível mais estratégico “Nível Estratégico” – Conquista de uma cidade
• Guerra Espiritual: á luta total travada pela igreja contra satanás, universalmente
O Nosso adversário está procurando alguém que tenha alguma brecha para que possa atingi-lo. Estamos em guerra! Cuidado!
1 Pedro 5:8
Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar;
Estar Sóbrio significa tbm estar livre de qualquer “entorpecimento espiritual” que é a condição que não nos permite ver que estamos sob ataque ou sob qualquer tipo de opressão do inimigo.
Um pecado não confessado é uma brecha, mediante a qual o inimigo pode atingir-nos.

Algo Está Errado! (2)

• Sentimenos, Atitudes e Vícios na Vida do Crente
- A igreja esta doente, com vários sentimentos que se fazem presente: derrota, tristeza, melancolia, bloqueio, solidão, mentira, inveja, choro, culpa, rejeição, etc. E isso não esta certo!
- Esses problemas na nossa vida, NÃO são a vontade de Deus:
“Eu vim para que tenham vida, e a tenham em abundância.” (João 10:10)
- Jesus está precisamente contrastan a ação do inimigo aqui na terra, obviamente, para que sua palavra faça sentido, ELE estava referindo-se a que, ao contrário de satanás, que neste mundo veio trazer roubo, morte e destruição, ELE nos veio trazer exatamente o oposto, tbm neste mundo: uma vida em abundância!
- Pela promessa de Jesus então, não temos que passar nada aqui, a não ser a vida em abundância.
• A Questão das Enfermidades
- A enfermidade é uma opressão do diabo; ela é trazida por um demônio, e depois segue o seu curso
- Há espíritos malignos que tem a função especifica de causarem enfermidades (Lc 13:11) Nesses casos a cura somente ocorre com a expulsão do demônio.
- Portanto a doenças que os demônios trazer, podendo o demônio permanecer ou não na pessoa.
• Algo Está Errado
- Então, com os tópicos acima, percebemos que algo está errado, pq não precisamos passar por esse sofrimento. Então a bíblia nos explica o pq disso:
“O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento…” (Os 4:6)
- A própria palavra de Deus nos afirma em Rm 8:37 que somos mais do que vencedores, portanto, primeiro de tudo para sermos vitoriosos nos ataques dessa guerra é conhecermos a palavra.
- O simples conhecimento da Palavra, sem a sua aplicação não tem efeito prático. E saber aplicar a Palavra é o que a Bíblia chama de entendimento
Instruir-te-ei, e ensinar-te-ei o caminho que deves seguir; guiar-te-ei com os meus olhos. (Sl 32:8)
- Temos que tomar o caminho certo, sem a necessidade de Deus usar o cabresto sobre nós.
- Conclusão: Precisamos ter o CONHECIMENTO e ENTENDIMENTO da palavra. Temos que conhecer a palavra, meditar nela, e colocar em prática.
- Deus já fez tudo o que era necessário para que fôssemos vencedores. Jesus, na cruz do Calvário, fez uma obra completa. Nada mais resta para ser feito por Deus. tudo agora depende do que nós estejamos fazendo!

Linguagem Espiritual (3)

Existem 3 conceitos que devem ser explicados, para o livro avançar:
• Conceitos Espirituais
Para conceitos que desconhecemos, não existem palavras. Então palavras que conhecemos, adotam um significa para servir de referência a aquele conceito espiritual. Ex.: “Criou Deus os céus e a terra” A palavra céu tem dois conceitos um humano e outro espiritual. Céu que vemos, e céu o mundo espiritual que Deus criou na criação.
- A bíblia a teve que fazer uso de palavras humanas para dar pelo menos uma idéia do que Deus quer dizer.
- Há nas Escrituras palavras que têm um conceito específico, quando em referência a uma realidade espiritual diferente do seu conceito usual na linguagem humana, ou seja, eles têm um conceito espiritual
• A Atemporalidade dos Verbos
- No mundo espiritual não existe tempo. Um verbo nas escrituras, ou é fato consumado, ou é um fato eterno. Mas esse mesmo verbo no nosso tempo, pode ter significado diferente
- Um verbo nas Escrituras, refere-se a uma ação espiritual, o tempo verbal deste verbo não tem nada a ver com o nosso tempo físico.
(Passado) O passado espiritual, refere-se a algo que se realizou apenas espiritualmente, que esta consumado no mundo espiritual – uma ação completa, terminada espiritualmente – mas que ainda pode não ter se realizado dentro do nosso tempo = Uma ação espiritual, cujo verbo se acha no passada, refere-se a algo consumado espiritualmente, e não se relaciona com o tempo do mundo físico. (Rm 8:30)
(Futuro) O sentido não espiritual do futuro, significa alguma coisa que ainda não aconteceu. No sentido temporal espiritual, refere-se ao passado, presente e futuro: “Todos os dias da minha vida…”
-Uma ação espiritual, cujo verbo se acha no futuro, refere-se a uma ação permanente, de todos os dias (do passado, presente e futuro) – uma ação eterna
• Raciocínio e Discernimento Espiritual
- Isso tudo aqui falado acima, não pode ser entendido pelo homem que não é nascido no Espirito. Verdades espirituais não podem ser entendidas pelo homem natural. (1Co 2:14-15)
- Deus não nos fala na mente, mas sim no nosso espirito. Palavra que nas Escrituras as vezes é substituída por “coração” (Ne 7:5)
Para entender, para que haja Edificação Espiritual, é preciso haver duas coisas: 1) A Revelação (Espirito Santo, inspiração dada pelo Espirito ao homem espiritual) 2) O Raciocínio (homem natural). Então com a soma dos dois, fazemos uma dedução
Para entender a Palavra de Deus, eu tenho que com o raciocínio (homem natural) entender o que o Espirito me fala ao meu homem espiritual. Mas esse entendimento não é racional, mas sim espiritual.  Não precisa de palavras. Por isso que precisamos pedir o discernimento espiritual.
- Discernimento que é a capacidade espiritual que nos capacita a escapar de todo engano que nosso inimigo procura impingir em nós. Ter o discernimento espiritual sempre ativo em nós é vital para não sermos enganados.
- Coisas espirituais são discernidas espiritualmente, e não pela razão

Base Bíblica e Experiência (4)

• A Necessidade de uma Base Bíbica
- Para toda doutrina, temos que ter base bíblica que lhe dê suporte
Não precisamos encontrar na Bíblia, uma afirmação especifica que nos autorize a fazer alguma coisa; precisamos ver se não há nada que, de forma direta ou indireta, a proíba!!!
O que devemos fazer ou não , primeiro depende dessa regra acima, e tbm depende da Direção do Espirito Santo. Ex. Paulo (At 19:18-19) Fez com que todos que se converteram renunciassem as práticas do passado. Logo fazer isso hoje em dia é bom! Renunciar as coisas do passado, depois de aceitar Cristo!
- A Palavra não é um compêndio com todas as práticas, dizendo tudo o que deve ser feito
Em prática, não necessitamos de base bíblica para fazer alguma coisa; precisamos de uma base bíblica quando for o caso de não fazer alguma coisa!
• Direção Dada pela Palavra e pelo Espírito Santo
- A Palavra nos da direções de coisas erradas, e o Espirito Santo completa. Por exemplo a questão de sexo oral ou anal, que na bíblia não fala nada especifico citando essa prática, mas nos adverte contra o uso NATURAL da mulher. Ou seja, pelo Espirito entendemos que qualquer que fuja do natural, é errado.
- Tudo que acrescenta dores, É PECADO (Pv 10:22)
- O Espirito realmente nos dirige, um exemplo de coisas por exemplo a fazer: ungir com óleo a cabeça das pessoas. Não encontramos nada na Biblia que nos fala ao contrário, e quando ungimos temos resultados maravilhosos. E ainda temos exemplo de unção com óleo para curar doentes (Tg 5:14). Portanto esse procedimento pode ser aceito, QUANDO direcionado pelo Espirito Santo.
- O crente é guiado em suas ações, pela luz da Palavra e pela direção do Espirito Santo!

  • Direção Dada Pela Experiência

- Deus pode dirigir a nossa vida com acontecimentos e experiências que são atos soberanos seus. Exemplo de Pedro em Atos 10 e 11. Onde decidi batizar os gentios, indo apenas pela sua experiência e direcionamento do Espirito Santo, que o preparou para aquele momento. As experiências pelas quais Pedro passou, não foram buscadas por ele, e ainda Deus o preparou com sonhos.
- Podemos valer-nos de experiência, desde que as mesmas passem pelo crivo da Palavra de Deus e tenham o respaldo do Espírito Santo em nosso coração
- Observação sobre direção pela experiência, é quando exercemos alguma atividade, que por mais que oremos e jejuemos não vemos as benções de Deus. Lembrar que as Benção do Senhor, nos enriquece e não acrescenta dores! Portanto se não está sendo abençoado em alguma atividade, buscar diante do Senhor, se essa é a vontade dele na minha vida

O Nosso Inimigo (5)

Conhecer o inimigo é vital para uma ação eficaz de guerra.

• Por Que Procurar Conhecer o Inimigo?
- Além de ser óbvios, q para lutar, precisamos conhecer nosso inimigo, na bíblia ainda somos alertados: “…para isso vos escrevi… para que não sejamos vencidos por satanás; porque não ignoramos os seus ardis.” (2Cor 2:9,11) – Conhecendo os ardis de satanás que ele e os crentes de Corinto não seriam vencidos. Ou seja, é preciso conhecer as intenções e as formas enganosas de como ele age, para não sermos vencidos.
- Em Nm. 13, Deus mesmo quem ordenou que o inimigo de Israel fosse espiado. (Base desse capítulo)
- A nossa vitória é certa, na luta contra satanás e seus demônios. Mas precisamos entender que, mesmo assim, Deus quer que os conheçamos.

• As Bençãos Retidas Pelo Inimigo
- O primeiro propósito é conhecer tudo o que o inimigo retém consigo e que, quando for vencido, passará para os que o vencerem. O inimigo tem em seu poder coisas que, quando o vencermos, passarão para nós e serão bênçãos em nossa vida! Conhecer o inimigo implica em ficarmos conhecendo muitas das coisas que ele se apropriou. E aqui fica uma dica, se percebermos que tem uma coisa, na igreja por exemplo, que era para ser abençoada, mas não está prosperando, pode ser que o inimigo esteja na posse daquela benção.
- Há circunstâncias em que não é para apenas pedirmos a Deus que faça alguma coisa, que cure ou liberte alguém. O que é necessário é enfrentarmos o inimigo diretamente; satanás retém bênçãos consigo. São coisas boas que ele roubou de nós, e que podemos exigir, sob certas condições
Devorador – um demônio que age na vida financeira do crente que é infiel nos dízimos e ofertas
- A vontade de Deus em nossa vida é boa, agradável e perfeita. (Rm 12:2 e Tg 1:!7) Se não estamos tendo uma vida cheia de bênçãos é pq tem demônios agindo.
- Conhecer o inimigo no que se refere a tudo aquilo que ele esta segurando, retendo, impedindo na sua vida.

• Quem é o Nosso Inimigo
- Assim como na passagem de Nm 13, precisamos conhecer quem são de fato os nossos inimigos, isto é, seus nomes. E não adianta só conhecer o inimigo, é preciso agir com fé, de que vamos vence-lo em nome de JESUS!
• A Origem de Satanás e Seus Demônios
- (Ex 28:12-19) Narra, por consenso geral de estudiosos, q se refere a ele. O pecado de iniquidade que se achou (obviamente não sabemos como) foi a causa da sua queda. Seu orgulho e suas más intenções
- Sendo o orgulho o primeiro pecado, e que aconteceu num ambiente puro e perfeito, é com esse pecado que satanás tenta aqueles que estão numa condição semelhante à que ele se encontrava: com unção e com uma vida quase perfeita. O orgulho precede a queda. Portanto, se você tem unção, se a sua vida está 100%, cuidado com o orgulho! (Pv 27:21)
- Satanás e os demônios estão organizados numa hierarquia que foi copiada da hierarquia angelical de Deus (Príncipes, querubins, serafins, arcanjos, anjos – Em Efésios, principados, potestades, dominadores, forças espirituais)
• Atributos e Nomes de Satanás e de seus Demônios
- Satanás é um ser pessoal, que tem vontade própria, sentimentos, emoções e inteligência. Mas não possui os atributos de Deus, não é onipresente (vai ser lançado em um lago de fogo), não é onisciente (quando selamos um determinado local, em nome de Jesus, colocando uma barreira espiritual, os demônios que se acham presente, não podem informar a seus superiores), não é onipotente (Deus o proibiu de tirar a vida de Jó), não é eterno (seu fim será no lago de fogo).
- O diabo tem ódio de nós servos de Deus, porque temos autoridade sobre ele. Todo demônio, além do seu nome próprio ou cultural, tem o nome do pecado ou da função em que ele atua. Conforme a bíblia nos mostra, onde eles são chamados pelo nome da função ou do pecado em que eles atuam (Ex. Espirito de enfermidade)

O Direito de Tentação (6)

Podemos ser tentados, e atacados por satanás, conforme Paulo nos adverte a vigiar em nem dar lugar ao inimigo. A ação do inimigo sobre nós acontece sobre 3 condições legais, com formas de atuação diferente. Direito de Tentação, de Posse, e Provação.

• Conceituando o Direito de Tentação
- Direito de tentação é o direito que satanás e seus demônios têm de tentar (provar) o homem, tendo como objetivo com que o homem ceda, e venha pecar. (Mt 26:41). Mesmo quando não temos brechas o diabo pode nos tentar (vida Jesus no deserto). E quando o homem decide fazer algo errado, a sua vontade contamina-se! O Objetivo de Satanás e seus demônios, na tentação, é contaminar a nossa vontade, e assim nos fazer-nos pecar, porque com a vontade contaminado, achamos que um pecado que é ruim, parece uma vontade nossa, e boa!
- Toda batalha, na fase de tentação, ocorre na alma (na mente e na vontade). Quanto mais o homem se deixa contaminar com sujeiras (pornografia, violência, terror, filmes e novelas que não prestam, etc) mais fácil será para satanás e seus demônios terem êxito em seus ataques de tentação, afinal a mente já está toda contaminada
* Os demônios tem 3 enfoques diferentes para nos contaminar. “…porque tudo que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não procede do Pai, mas procede do mundo” (1Jo 2:16)
- Concupiscência significa “vontade pervertida, espiritualmente falando.
(1) Tentação da carne (Eva viu o fruto que era bom para comer, Jesus foi tentado a transformar pedras em pães)
(2) Tentação dos olhos (Eva…”agradável aos olhos…” e o diabo mostro todos os reinos do mundo a Jesus)
(3) Soberba da Vida (Eva, “…desejável para dar entendimento…” e diabo tentando Jesus a se atirar do alto, para os anjos segurarem Jesus
- Em todas as tentações que o diabo fez a Jesus, o Mestre descartou a tentação, e ainda por cima usando a sua Própria Palavra!

• Satanás Atua Através do Engano
- Ele e seus demônios exercem qualquer tentação através da engano! Engano é fazer-nos crer que algo é verdade, quando não é verdadeiro; ou que algo é bom, quando não é bom! Algo que parece bom, mas não é ! (Sexo antes do casamento, por exemplo)

• O Engano Através da Mentira
- O diabo é o pai da mentira (Jo 8:44) TODA mentira é gerada pelo diabo!
- A Bíblia nos revela que a verdade é um conceito absoluto. Uma coisa é ou não é! Aconteceu ou não aconteceu! (Mt 5:37)
- A verdade é um conceito absoluto, portanto, tudo que as Escrituras afirmam tem que ser entendido assim. Uma coisa para ser verdadeira precisa estar, então, de acordo com o que dizem as Escrituras! Portanto qualquer pensamento que nos vem a mente que não tem base bíblica, deve ser rejeitado! Somente não temos o direito de não atender a uma lei de César, quando ela se opõe a Palavra de Deus!
- O diabo tenta nos enganar com meias verdades, que na verdade são mentiras! Por isso quando algo não é 100% certo, o Espirito nos adverte. Precisamos estar sensíveis a sua voz!
- Mesmo quando vier de crentes, e profetas, precisamos julgar para que qualquer entendimento seja detectado. O que está sendo julgado é a profecia dada, e não a pessoa! E não é porque existe o risco da falsa profecia, que vamos cair no outro extremo e proibir profecias!
- Para discernir o falso em relação ao verdadeiro, o critério a usar é ver os frutos desse profeta, mestre, ou pastor e não a sua aparência. Sinais, maravilhas, prosperidade, ou ter muita unção, nunca foi o critério para discernir o verdadeiro do falso obreiro do Senhor, é preciso ver os frutos. E os frutos a serem analisados são: Como é a sua vida? É uma vida de conformidade com a Palavra? A pessoa é humilde e sem soberba?(Mt 7:22,23) É preciso ter muito temor, antes de falarmos qualquer coisa contra um ungido do Senhor, “… não toqueis nos meus ungidos…”
- Distinguimos a verdade pela Palavra de Deus. Distinguimos um verdadeiro profeta, mestre ou pastor, pelos seus frutos.

• O Engano do que Parece Ser “Bom”
- Atenção: Satanás tudo faz para que tomemos como bom aquilo que não é bom
- Bom não é aquilo que me agrada. Bom é o que que agrada a Deus. Assim como o conceito de verdade é absoluto, também o verdadeiro conceito do que é bom, é um conceito absoluto. Bom é o que agrada a Deus, e não o que me agrada. E o que não agrada a Deus, esta nas Escrituras. (Ex. O fumo não é bom, porque é prejudicial ao nosso corpo, e se acrescenta dores, não é de Deus. Pois nosso corpo é templo do Espirito Santo!)

• O Espírito Ajuda-nos na Luta Contra a Tentação
- Sempre que estivermos em perigo de cair num engano, temos ainda o Espírito Santo, que nos alerta a respeito. O Espírito Santo, é aquele que nos ajuda a discernir quando há engano. É o Espírito Santo que tem a função de nos convencer do pecado, da justiça e do juízo! (Jo 16:8).
- Tudo o que fazemos, deve ser feito pela fé! Na dúvida não ultrapasse, pois a dúvida é a negação da fé. Sem fé é impossível agradar a Deus. (1Co 10:13)
- A carne é fraca, mas podemos prevalecer sobre a vontade da carne, justamente por causa disso: é fraca! Por ser fraca a vontade da carne, na realidade isso não é uma desculpa para pecar, é uma razão para não pecarmos! Ela sendo fraca, tem que se submeter! É imperativo que façamos com que a vontade do nosso homem espiritual prevaleça, porque é nele que habita o Espírito Santo, que nos guia em tudo!

• Vigiemos em Todo Tempo
- Estejamos sempre vigilantes, nos desviando do mal. Para que venhamos a ser felizes, a Palavra nos diz ainda três coisas: não tomar conselhos dos ímpios, não se deter no caminho dos pecadores e não se assentar na roda dos escarnecedores. (Sl 1:1-2)
- Devemos fugir até da aparência do mal, quanto mais do que é visivelmente mau (motel, por exemplo, local que demônios de adultério e prostituição habitam). Estejamos atentos para não sermos enganados e não cairmos na tentaçãoo. “…com toda oração e súplica, orando em todo tempo no Espírito e para isto vigiando com toda perseverança e súplica por todos os Santos.” (Ef 6:18)

O Direito de Posse (7)

- O maior interesse de satanás é o de adquirir um direito maior, um direito sobre a vida da pessoa que pecou.

• O Pecado Dá o Direito de Posse aos Demônios
- 1 Jo 3:8 – O que peca é do diabo, no sentido espiritual, de posse. Ou seja, ele tem direito de agir na vida da pessoa.
- Quem comete pecado é do diabo, isto é, dá a ele o direito de posse sobre uma área da sua vida

• A Limitação do Direito de Posse
- O direito de posse do inimigo é sobre uma área da vida da pessoa, a área que corresponde ao pecado praticado
- 1 Jo 8:34 – Quem é escravo, tem um senhor. Logo, quem comete algum pecado é escravo de um demônio que atua na área em que aquele pecado foi cometido.
- Os demônios normalmente tem dois nomes. Um cultura (pomba-gira) e um mais amplo (prostituição = pomba-gira). Ou seja, por exemplo, quem comete prostituição é escravo da prostituição. Quando descobrimos a área do pecado da pessoa, como nesse exemplo, não precisamos nem saber o outro nome do demônio, é só expulsar o espirito de prostituição.

• O Direito de Posse e as Maldições
- Dt 28:1-2 – Ouvir a voz de Deus significa obedecer a voz do Espirito Santo, quando Ele fala ao nosso coração. Nós que somos filhos de Deus, somos guiados pelo Espírito. E guardar os mandamentos significa cumprir os mandamentos de Deus em nossa vida. As bênçãos somente acontecerão quando essas duas condições forem satisfeitas:
(1) Ouvir a Voz de Deus
(2) Cumprir seus Mandamentos
- Mt 5:17-18 – Estamos na graça para a salvação, mas a Lei não foi revogada! Graças a Deus, ela continua valendo!
- O segredo de uma vida em abundância é a Santificação! Pela Lei ninguém é salvo (Gl 5:1) pq Jesus já nos salvou, mas a Lei expressa a vontade de Deus para a nossa vida, e quando cumprimos a vontade de Deus, isso significa que amamos a Deus! E sobre o legalismo (Por exemplo, mulheres usando calça cumprida na igreja) A Palavra nos diz, para ouvir a voz do Espirito, e agir conforme orientação dEle, segundo a vontade de Deus. (Ex. No novo testamento de guardar os mandamentos: Ap. 14:12)
- Do versículo 16 em diante, quando Deus disse tudo aquilo para Moisés, declarando as maldições, se os mandamentos não fossem cumpridos e a voz de Deus não fosse escutada, na realidade Ele estava dando direito legal aquele que é o agente das maldições para poder agir. Por causa dessas palavras o diabo não precisa pedir nenhuma autorização a Deus para agir diante do pecado (A autorização já foi dada)
- O Direito de posse é dado a satanás quando não ouvimos a voz de Deus e não guardamos os seus mandamentos, e esse direito permite-lhe trazer maldição sobre nós.

• O Direito de Posse e a Graça de Deus
- 1 Jo 1:10; 2:1; 1:9) Estamos sujeitos ao pecado. Mas se pecarmos, temos um advogado, Jesus o Justo. Nosso homem natural, ainda pode vir a pecar, mas devemos buscar sempre a santificação. E por acaso se pecarmos, temos que nos “purificar” de toda sujeira que possa ter em nossa. Essas manchas e sujeiras, que podem ter devido ao velho homem, são sinais, e brechas que o diabo enxerga para poder atuar em nossas vidas. Por isso devemos sempre pedir perdão, para tirar qualquer mancha que tenha em nós, e estarmos sempre limpos (em santificação) para estarmos debaixo da vontade de Deus e de suas bênçãos.
- Pela confissão diária, e constante que nos mantemos limpos, e só assim teremos uma vida abençoada, uma vida em abundância = Santificação!

O Direito de Provação (8)

- (Tg 1:2-4) Já vimos que diabo tem direito a tentação, atráves do qual eles nos tentam com o objetivo de nos fazer pecar, e uma vez em pecado eles a ter direito de posse na nossa vida sobre uma determinada área, que tenha a ver com o pecado. A menos que confessemos aquele pecado e sejamos purificados. Quando estamos em pecado o inimigo tem direito de nos atingir com males e maldições. Porém isso não significa que todos os males decorrem do pecado.
- Existe outra situações na bíblia que passamos por problemas, que não decorrem devido ao pecado, são as provações ou aflições. Devemos pedir ao Espirito Santo, que nos mostre, o que acontece na vida das pessoas, se são problemas pq existe um pecado, ou se são problemas originados de uma provação!

• O Caso dos 3 Hebreus
- (Daniel, cap. 3) Eles 3, sem terem pecados, passaram pela provação da fornalha. Deus não os livrou do problema, mas os livrou no problema. E se Deus permite passarmos por problemas, sem nem mesmo termos pecado, é porque algo vai sair para o nosso próprio bem!

• A Provação de Jó
- Jó é o exemplo clássico, de um homem tido na Bíblia como integro e reto, que satanás teve o direito de prova-lo após uma autorização especial que Deus concedeu. Jó não tinha pecado, e fazia constantes sacrifícios para perdão de seus pecados e de seus filhos. Logo se tivesse algum pecado, o diabo não precisaria nem falar com Deus para atacar Jó. Mas mesmo assim, Deus permitiu que Jó fosse provado, a fogo literalmente, mas nunca permitiu que satanás tirasse a vida de Jó. Deus permitiu que Jó fosse tentado, pq Ele sabia que, em vez de ser um mal, a situação toda redundaria em um bem muito maior. A aflição de Jó, não foi um castigo, pois em nenhum castigo, Deus premiaria no final, com tudo em dobro do que tinha antes! O diabo teve o direito de provação, mas foi vencido por um servo de Deus, integro e reto! A este direito que é dado por Deus em circunstâncias “ESPECIAIS” independente do pecado, é que chamamos de “direito de provação” (Nota Minha: O Pr. José Luiz, nos ensinou que o que aconteceu com Jó, não pode mais acontecer com nós, esse “direito de provação”, pois o sacrifício na cruz anula isto; mas com o exemplo abaixo (Estevão), no novo testamento, após a ressureição, vejo que pode sim)

• O Caso de Estevão
- Atos 7 – Estevão, foi um homem cheio do Espirito Santo e de fé, que fazia grandes prodígios e maravilhas. Armaram contra ele, e ele foi apedrejado e morto, sem pecado, e adorando a Deus. Deus permitiu que isso acontecesse porque, como está escrito em Mt 5:11-12 “… Bem aventurado sois quando, por minha causa, vos injuriarem, e vos perseguirem, e, mentindo, disserem todo mal contra vós. Regozijai-vos e exultai, porque é grande é o vosso galardão nos céus; pois assim perseguiram aos profetas que viveram antes de vós…”
Deus considerou o galardão de Estevão tão grande, que permitiu que ele morresse apedrejado.
- Podemos passar por aflições em nossa vida que não decorrem do pecado, sendo que Deus pode usar satanás e seus demônios nesse propósito, mas de forma totalmente limitada

• Entendendo as Provações
- A provação nos faz aprender a termos perseverança. E a perseverança deve ter ação completa, para sermos perfeitos e íntegros, em nada deficientes. Um grande pecado que o crente pode praticar quando está passando por uma provação é o pecado da murmuração (reclamar a Deus porque está passando por aquilo). DEVEMOS permanecer FIRMES! (Hc 3:17-18)
- Se estamos por uma provação em nossas vidas, ela constitui um bem, e não um mal (como pode parecer) Porque TODAS as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito! (Rm 8:28) (Tg 1:12)
- O nosso estado depois da provação será melhor do que antes da provação. Há portanto situações em que passamos por uma aflição, que é da vontade de Deus! Mas nesses casos é para testar a nossa fidelidade e nos dar um GRANDE GALARDÃO!
- O resultado de uma provação são sempre bênçãos: aqui na terra e também no céu (coroa da vida). E as bênçãos recebidas nesta terra, podem ser tanto materiais (como Jó) como bênçãos espirituais (Paulo – 2Co 12:10) Paulo tinha aprendido que as GRANDES aflições pelas qual ele passou, contribuíam para capacitá-lo a ser um vaso que Deus podia usar para trazer revelações para TODA igreja

Nossa Autoridade Espiritual (9)

(Lc 10:20) – Assim, como satanás tem alguns direitos sobre nós, concedidos por Deus, nós tbm temos Autoridade sobre eles!

• Jesus Cristo Possui Todo o Poder e Toda Autoridade
- Jesus diz em Mt 28:18 “Toda autoridade me foi dada no céu e na terra”. A palavra autoridade no original é  Exousia, que tem um sentido mais amplo do que autoridade, seria Autoridade e Poder (algumas traduções esta como “poder” esse versículo.
- Diferença de Autoridade e Poder: Autoridade é o direito de determinar o q alguém tem que fazer; Poder é a capacidade de fazer com que a decisão de uma autoridade se cumpra (Ex. Dono da empresa expulsando alguém, e a policia tem o poder para executar isso)
- Jesus possui todo o direito de decidir sobre todas as coisas, e tem toda a capacidade para fazer com que a sua decisão se cumpra!

• A Metáfora do Corpo e da Cabeça
- Em (Ef 1:17-23) Paulo nos mostra a tremenda posição de Jesus, que é a cabeça, e a igreja é o corpo. Cristo sendo a cabeça do corpo, é quem dá as ordens. O corpo é quem executa as ordens emanadas da cabeça. E o corpo não pode fazer NADA se estiver desligado da Cabeça.
- Ora, se a igreja e Jesus, são um só corpo completo, todo o Poder e Autoridade de Jesus, a igreja também tem! Desde que usados de acordo com a vontade de Jesus. Afinal, todas as coisas foram postas debaixo dos pés do corpo, que é a igreja! Está condição prevalece somente naquilo que é a vontade do Senhor Jesus Cristo!

• Usando o Nome de Jesus

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s